Varizes: quanto antes tratá-las, melhor

Varizes: quanto antes tratá-las, melhor Por Adriana Bifulco São Paulo, 24 (AE) - Quem tem varizes enfrenta sérios problemas. Não só estéticos como também de saúde.

Agência Estado |

São consideradas varizes veias dilatadas e tortuosas, com alterações de formato e volume. O sangue circula mais lentamente dentro delas, o que vai gerar um problema de circulação.

"A função do sangue que corre pelas artérias é alimentar células, músculos e órgãos do corpo. Já as veias fazem o caminho contrário, trazendo o sangue carregado de impurezas até o coração e pulmões, onde é novamente oxigenado. Pessoas saudáveis apresentam circulação eficaz. O surgimento de problemas venosos indica que o sangue começa a se acumular nas pernas", explica Ricardo Aun, professor associado de cirurgia vascular da Faculdade de Medicina da USP e cirurgião vascular do Hospital Santa Paula.

"Quem sofre desse incômodo sente dores nas pernas, que ficam inchadas e sente muito cansaço no final do dia", afirma Jorge Kalil, chefe do serviço de cirurgia vascular das unidades Itaim e Anália Franco do Hospital São Luiz.

A hereditariedade é um dos fatores que facilitam o aparecimento desse mal, que tanto pode acometer homens como mulheres. "Quem precisa ficar muito tempo de pé ou sentado também está mais suscetível. Por isso, é fundamental a prática de uma atividade física", explica Aun.

Mas existem outros fatores que podem facilitar o aparecimento de varizes. O uso de anticoncepcionais é um deles. De acordo com Ricardo Aun, o estrogênio presente na composição da pílula enfraquece as veias.

Segundo Jorge Kalil fatores como obesidade, sedentarismo, depilação com cera quente, uso de saltos altos e a prática de musculação também facilitam a aparição dessas indesejáveis veias. "É importante praticar exercícios físicos, mas sem pesos nas pernas, para ativar a circulação. Os aeróbicos como corrida, caminhada e andar de bicicleta são os mais indicados. A mulher também deve procurar não tomar anticoncepcionais", explica. "Os saltos devem ser de 4cm a 4,5 cm. Ficar sem salto também não é saudável, pois o calcanhar deve estar 4 centímetros acima da ponta dos pés. Durante a gravidez, é fundamental a gestante colocar as pernas para cima para auxiliar o retorno do sangue. A depilação com cera quente também deve ser evitada, pois provoca a aparição de microvasinhos", diz o doutor Kalil.

Uma das formas de combater as terríveis varizes é usar meias elásticas de compressão. "O ideal é colocar a meia logo após acordar ou 15 minutos depois de ter ficado com as pernas elevadas ou no mesmo nível. Se elas forem colocadas depois de a pessoa ter ficado um tempo de pé, as meias vão prender o sangue que está na parte inferior das pernas", explica Kalil.

Secar os vasinhos também é uma medida a ser tomada. Também há casos em que médico recomenda a cirurgia. "Trata-se de uma técnica minimamente invasiva", esclarece o doutor Kalil. "Depois de três dias a paciente pode retomar suas atividades normalmente".

Engana-se, no entanto, quem acredita que, se fez a cirurgia uma vez, está livre das varizes para sempre. "É um tratamento que não tem fim", diz Kalil. Depois disso é preciso continuar secando os vasinhos e microvarizes e retornando periodicamente ao consultório médico", enfatiza o especialista.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG