Vargas Llosa é retido em aeroporto na Venezuela

CARACAS - O escritor peruano Mario Vargas Llosa foi retido hoje pelas autoridades de um aeroporto da Venezuela, aonde chegou para participar entre amanhã e sexta-feira de um fórum sobre liberdade e propriedade privada, informa a imprensa local.

EFE |

AP
Escritor peruano Vargas Llosa é cercado por fãs na chegada ao aeroporto Simon Bolivar, na Venezuela
Escritor peruano Mario Vargas Llosa é cercado por fãs na chegada ao
aeroporto Simon Bolivar, em Maiquetía, na Venezuela, nesta quarta


Vargas Llosa chegou às 13h30 (15h, Brasília) ao aeroporto internacional de Maiquetía, perto de Caracas, procedente da Colômbia e acompanhado de sua mulher. Passadas as 14h40 (16h10), ele permanecia nessas instalações, segundo informações da imprensa local.

As autoridades do aeroporto pediram o passaporte ao escritor peruano e anunciaram que funcionários da Disip (polícia política) o escoltarão até o hotel onde ficará durante a permanência no país, como disseram à imprensa local porta-vozes do fórum que convidou Vargas Llosa.

Álvaro Vargas Llosa, filho do escritor, também ficou retido durante várias horas pelas autoridades aeroportuárias na segunda-feira passada, quando chegou à Venezuela para participar do mesmo fórum.

O intelectual peruano disse, então, que foi advertido de que não deveria opinar sobre assuntos políticos internos por ser um visitante estrangeiro.

    Leia tudo sobre: vargas llosa

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG