Varejo reúne-se com Mantega para pedir IPI reduzido

Representantes do setor varejista reúnem-se amanhã em São Paulo com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, para solicitar a renovação da medida que reduziu o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) dos eletrodomésticos da linha branca e apresentar um balanço dos dois primeiros meses das vendas do produtos da área com a medida. A reunião acontecerá em um almoço promovido pelo Instituto de Desenvolvimento do Varejo (IDV) e contará com as presenças da presidente do Magazine Luiza, Luiza Trajano; da Drogasil, Cláudio Ely; da C&C Casa e Construção, Jorge Gonçalves; e da Livraria Cultura, Pedro Herz, entre outros empresários.

Agência Estado |

Segundo o IDV, as vendas de máquinas de lavar roupa, geladeiras e fogões subiram 25% em média desde o anúncio da redução do IPI, na comparação com o mesmo período do ano passado. O governo reduziu de 15% para 5% a alíquota do IPI para as geladeiras e de 20% para 10% a alíquota sobre as máquinas de lavar. O benefício fiscal está previsto para acabar no dia 17 de julho.

A presidente do IDV, Luiza Trajano, já apresentou o pedido de renovação do corte de IPI hoje, em Brasília, ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge. A previsão do governo é que a redução de IPI para alguns produtos da linha branca, por três meses, reduza a arrecadação em cerca de R$ 177 milhões.

Segundo uma fonte da indústria, que preferiu não ser identificada, a antecipação da renovação do IPI à linha branca "reduziria a pressão" sobre o setor que vem enfrentando alguns "desabastecimentos pontuais" nas vendas ao varejo, principalmente de máquinas de lavar roupa. Ele ressaltou que as redes varejistas estão ampliando as encomendas ao setor para aproveitar as últimas semanas com o preço reduzido.

O presidente Lula informou hoje no final da tarde, em Brasília, que o ministro Guido Mantega fará na próxima segunda-feira um anúncio de algumas medidas. "Eu não sei o que está no pacote. Ele ainda vai conversar comigo", disse o presidente. Lula deu a informação ao ser questionado sobre qual será a decisão do governo em relação à redução das alíquotas do IPI para automóveis, cuja vigência termina no próximo dia 30. "Nessas coisas, é bom falar com o ministro da Fazenda."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG