SÃO PAULO (Reuters) - O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), manteve a liderança na corrida presidencial, mostrou pesquisa CNI/Ibope nesta quarta-feira, mas a sua diferença para a ministra Dilma Rousseff (PT) caiu para próximo da margem de erro. Serra recuou para 35 por cento das intenções de voto em março, ante 38 por cento da pesquisa divulgada em dezembro, enquanto Dilma subiu para 30 por cento, ante 17 por cento anteriormente.

A margem de erro da sondagem encomendada pela Confederação Nacional da Indústria, é de 2 pontos percentuais.

Na última segunda-feira, a Reuters publicou reportagem mostrando que a diferença entre o tucano e a petista havia caído para cerca de 5 pontos percentuais.

Segundo o Ibope, em terceiro lugar aparece o deputado Ciro Gomes (PSB), que oscilou negativamente de 13 para 11 por cento, equanto a senadora Marina Silva (PV) manteve-se com 6 por cento.

Uma pesquisa do Ibope de fevereiro, encomendada pela Associação Comercial de São Paulo, já mostrava o crescimento de Dilma e a redução da liderança do tucano.

Naquela pesquisa, Serra tinha 36 por cento, enquanto Dilma aparecia com 25 por cento.

APOIO DE LULA

Segundo a pesquisa, 53 por cento dos entrevistados preferem votar em um candidato apoiado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, enquanto 10 por cento preferem votar em um nome da oposição. Outros 33 por cento afirmam que não levarão a posição do presidente em conta na hora de votar.

Apesar do crescimento de Dilma nas intenções de voto, ainda é grande o número de eleitores que não sabe qual é o candidato apoiado por Lula (39 por cento), mas já chegam a 58 por cento os que identificam a ministra como esse candidato.

Serra é o concorrente mais conhecido pela populção: 65 por cento dos entrevistados afirmam conhecê-lo bem ou "mais ou menos". Ele também apresenta o menor índice de rejeição (25 por cento).

Já Dilma é conhecida bem ou "mais ou menos" por 44 por cento dos entrevistados, enquanto sua rejeição caiu fortemente para 27 por cento, ante os 41 por cento da pesquisa divulgada em dezembro.

O Ibope entrevistou 2.002 pessoas entre os dias 6 e 10 de março em 140 municípios.

(Reportagem de Natuza Nery)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.