Vale confirma óleo e gás em poço na Bacia de Santos

A Vale confirmou, em comunicado, a existência de petróleo e gás no poço de Vampira, localizado no bloco BM-S-48, na Bacia de Santos. A mineradora tem participação de 12,5% no consórcio que detém a concessão, explorado em conjunto com a Repsol (operadora), com 40%; Petrobras, com 35%; e Woodside, com 12,5%.

Agência Estado |

Segundo a Vale, duas amostras colhidas entre 4.821 e 4.841 metros de profundidade indicam, em uma análise preliminar, a presença de petróleo leve e gás. Conforme a empresa, somente após a realização de outros testes será possível estimar o volume da reserva.

"A exploração do gás natural está inserida no objetivo estratégico da Vale de diversificar e otimizar sua matriz energética, visando reduzir custos e mitigar riscos. Dessa forma, temos buscado a identificação de depósitos no Brasil por meio de participações em consórcios para exploração de petróleo e gás natural nas bacias sedimentares do País", divulgou a empresa, em comunicado. As atividades da Vale na exploração de gás natural tiveram início em 2007, com a participação na 9ª Rodada de Licitações da Agência Nacional do Petróleo (ANP), quando a empresa adquiriu a participação em nove blocos de exploração de petróleo e gás natural nas bacias de Santos, Pará-Maranhão e Parnaíba.

Em junho passado, a Vale assinou memorando de entendimentos com a Petrobras, que prevê a concessão à mineradora do direito de exclusividade para a aquisição de participação em mais três blocos pertencentes à área BM-ES-22, no litoral norte do Espírito Santo. De acordo com o memorando, a Vale poderá deter 25% dos direitos de exploração de gás natural nesses blocos. O portfólio atual de exploração da Vale é composto por 26 blocos, agrupados em 14 concessões em alto-mar (sete na Bacia de Santos, três na Bacia do Espírito Santo e quatro na Bacia do Pará-Maranhão), além de duas concessões no continente na Bacia do Parnaíba. Em 2008, a empresa investiu US$ 116 milhões na exploração de gás natural. Este ano, a Vale deverá investir US$ 261 milhões, sendo que no primeiro semestre já foram gastos US$ 72 milhões.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG