Vale conclui compra de ativos da Rio Tinto em Corumbá

A Vale informou que concluiu a compra das operações de minério de ferro da Rio Tinto em Corumbá (MS) pelo valor de US$ 750 milhões à vista. O negócio envolve a operação de minério de ferro e ativos logísticos associados, incluindo porto fluvial e barcaças.

Agência Estado |

O acordo de compra foi celebrado em janeiro deste ano.

A mineradora informou intenção de expandir a capacidade de Corumbá para 15 milhões de toneladas métricas por ano, o que demandaria investimentos de cerca de US$ 2 bilhões, ainda sujeitos à aprovação do conselho de administração. "Cerca de US$ 1,5 bilhão do investimento estimado será dedicado à compra de comboios de barcaças, os quais poderão ser encomendados junto a estaleiros nacionais".

Em 2008, Corumbá produziu 2 milhões de toneladas de minério de ferro. Os ativos de logística possibilitam ter 70% de autossuficiência no transporte de minério de ferro através do Rio Paraguai.

Segundo a Vale, Corumbá é um ativo de classe mundial, com alto teor de ferro e importância estratégica para o portfólio de produtos da mineradora, com acréscimo substancial das reservas de minério de ferro granulado. "Dada sua alta qualidade, grande parte das reservas de Corumbá pode ser utilizada em processos de redução direta, implicando na adoção de um prêmio de qualidade sobre demais minérios", informou a brasileira.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG