SYDNEY (Reuters) - A Rio Tinto venderá para a Vale alguns ativos de potássio e suas operações de minério de ferro em Corumbá (MS) por 1,6 bilhão de dólares, informou a empresa nesta sexta-feira, como parte do plano da companhia para reduzir seu endividamento em 10 bilhões de dólares em 2009. A Rio Tinto informou vendeu os ativos de potássio devem por cerca de 850 milhões de dólares, enquanto Corumbá trará aos cofres da empresa outros 750 milhões de dólares.

"Essa transação demonstra a profundidade e qualidade de nosso portfólio de ativos e nossa habilidade para gerar valor apesar das dificuldades do mercado de crédito e das condições econômicas", afirmou Guy Elliott, diretor financeiro da Rio Tinto, em comunicado.

A Vale, em comunicado enviado para a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), informou que a aquisição de Corumbá está sujeita a aprovação de órgãos do governo brasileiro.

No caso da aquisição dos ativos de potássio, na Argentina e no Canadá, a mineradora disse que a compra está "alinhada com nossa estratégia de crescimento, permitindo aproveitar os benefícios da exposição à expansão do consumo global".

(Reportagem de James Regan em Sydney; reportagem adicional de Renato Andrade em São Paulo)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.