PRAGA ¿ O dissidente, dramaturgo e ex-presidente tcheco Vaclav Havel se lançará, aos 72 anos, ao cinema com a adaptação para a telona de sua mais recente obra teatral, segundo informações do jornal Dnes.

Sua esposa Dagmar, que desistiu de última hora de interpretar o primeiro papel feminino de "Odchazeni" ("A Ponto de Partir") em cena, fará a personagem no filme, segundo a produtora.

Esta será a primeira incursão no cinema do ex-chefe de Estado, que virou dramaturgo célebre nos anos 60 com suas obras que misturam o teatro do absurdo com a veia kafkiana.

O tema de "A Ponto de Partir" gira em torno de um político que deve abandonar suas funções, um personagem que, segundo alguns críticos, é inspirado no atual presidente Vaclav Klaus, com quem Havel não tem boas relações.

Leia mais sobre: Vaclac Havel

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.