A Organização Mundial da Saúde (OMS) avalia regras usadas pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) na concessão de registro de vacinas, segundo informações do próprio site da agência. Essa avaliação, chamada pré-qualificação, possibilitará que a OMS compre vacinas brasileiras para abastecer países da América Latina, da África e outros que estejam enfrentando situações de emergência ou calamidade.

O resultado da inspeção de pré-qualificação pode ser divulgado ainda hoje. De acordo com o diretor presidente adjunto da Anvisa, Norberto Rech, além da Avisa, estão sendo avaliados o Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde e o Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Rech destaca que esta é uma reavaliação. Segundo o diretor, a primeira ocorreu em 2002 e qualificou as vacinas produzidas pelos laboratórios Biomanguinhos e Instituto Butantã. As informações são da Avisa.

AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.