Vacinas afetadas por apagão serão reavaliadas para uso

A Secretaria de Saúde anunciou que nenhuma das 30 mil doses de vacinas atingidas pelo apagão em Araçatuba (SP) foi descartada. Segundo a secretaria, todas as vacinas que ficaram mais de seis horas em temperatura acima de 16º C devem ser avaliadas.

Agência Estado |

Em Araçatuba, de acordo com a secretaria, 3.075 doses foram avaliadas, aprovadas e liberadas para utilização.

De acordo com a CPFL, a energia foi cortada às 22h14 da terça-feira e religada às 4h20 de quarta. Apesar disso, a chefe de Vigilância Epidemiológica de Araçatuba, Luciana Coimbra, disse que nenhuma das geladeiras com vacinas ficou por seis horas sem energia e que o grau máximo atingido pelo pico de temperatura, foi de 15,9 C. Os refrigeradores, programados para manter a temperatura ininterrupta entre 2ºC e 8ºC, estavam no centro de Saúde Central da cidade, que não possui gerador.

Das 30 mil doses, 17,3 mil era de vacinas contra febre amarela, parte delas fabricados pelo laboratório Bio Manguinhos, da Fiocruz. Segundo especialistas do Bio-Manguinhos, as vacinas, que devem ser mantidas em temperaturas adequadas, podem não ter perdido a eficácia, mas por cautela e precaução, precisam passar por um teste para detectar se houve perda de potencia suficiente para que possa ser descartada.

Blecaute em Campinas

A região entre o Aeroporto Internacional de Viracopos e o distrito de Nova Aparecida em Campinas, e de áreas de Hortolândia, Indaiatuba e Sumaré ficaram sem energia durante uma hora e meia na manhã de hoje, três dias após a população ter se assustado com o apagão que atingiu 18 estados brasileiros.

A CPFL esclareceu, por meio de nota oficial, que o desligamento de energia foi provocado pela queda de eucaliptos sobre linhas de transmissão da empresa na região de Viracopos. As árvores provocaram o rompimento de dois circuitos.

Ao todo, dez subestações foram desligadas, sendo cinco da CPFL e outras cinco particulares, pertencentes às indústrias da região. As subestações da CPFL atingidas foram Morro Azul (Sumaré), Morada do Sol (Indaiatuba), Jardim Marajó, Bandeirante e DIC (Campinas). De acordo com a empresa, o desligamento ocorreu às 9 horas e a energia foi restabelecida às 10h37.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG