Vacinação contra rubéola esvazia bancos de sangue

Bancos de sangue em diferentes pontos do País estão com os estoques em situação crítica em razão da vacinação contra a rubéola, que impede doações por 30 dias. Segundo os serviços, o desabastecimento é principalmente de plaquetas, componentes do sangue essenciais para coagulação e que podem ser armazenados por menos de uma semana depois de doados aos hemocentros.

Agência Estado |

“É uma situação crítica que nunca foi vista”, afirmou ontem o diretor administrativo da Sociedade Brasileira de Hematologia e Hemoterapia, Dante Langhi Júnior. “Há risco real de morte para pacientes que precisam de plaquetas.”

Nos últimos dias as principais unidades e a sociedade divulgaram apelos pelas doações de pessoas que ainda não se vacinaram e daquelas com mais de 40 anos, público que não é alvo da campanha de imunização que termina na próxima sexta-feira e enfoca principalmente adultos de 20 a 39 anos, justamente a faixa etária que mais costuma doar sangue. Mais de 47 milhões de pessoas já foram imunizadas.

O problema de desabastecimento já atinge pelo menos São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina e Paraíba. A orientação é para que a doação seja feita antes da vacinação nos que necessitam ainda da imunização contra a rubéola.

A vacina contra a rubéola impede doações por um mês porque, assim como outras, é feita com vírus atenuado, que permanece por um tempo no sangue da pessoa imunizada. Caso um paciente com a saúde debilitada receba o vírus atenuado pode ter complicações. As informações são do Jornal da Tarde.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG