Vacina contra pneumonia entra no calendário brasileiro

A partir de 2010 a vacina que previne otite média, pneumonia e meningite bacterianas fará parte do calendário de vacinação infantil das crianças menores de um ano. O Programa Nacional de Imunizações oferecerá 13 milhões de doses a 3,2 milhões de bebês.

Agência Estado |

Nas clínicas particulares, que já dispõe da vacina, o custo é de cerca de R$ 500. São necessárias três a quatro doses para garantir uma taxa de imunização de 80% a 85% contra essas doenças.

Estima-se que com a vacinação em massa nessa faixa etária, possam ser evitadas cerca de 1.500 mortes de crianças por ano. No Brasil, o pneumococo causa cerca de 1.500 casos de meningite, 20 mil hospitalizações por pneumonia e mais de 3 milhões por otite média aguda por ano.

A oferta da vacina será possível graças a um acordo de transferência tecnológica assinado hoje entre a fabricante, a Glaxo SmithKline, e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Serão cinco etapas até que o País tenha o domínio completo da tecnologia, o que deve acontecer em 2017. Na primeira etapa de transferência tecnológica, que começa no ano que vem, a Fiocruz envasará e fará o controle de qualidade das vacinas.

O Ministério da Saúde está investindo R$ 400 milhões na compra das 13 milhões de doses do imunobiológico necessárias para vacinar todas as crianças menores de um ano em 2010. O custo por dose é de R$ 31, o que equivale a um gasto de R$ 124 na imunização de cada bebê. Em contrapartida, a GSK investirá cerca de R$ 92,4 milhões na Fiocruz, em um acordo para o desenvolvimento de vacinas contra a dengue, malária e o aperfeiçoamento da de febre amarela, que já é produzida pela fundação.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG