UTI da Santa de Casa de Londrina está isolada

A Santa Casa de Londrina deve divulgar até terça-feira o resultado de exame realizado para identificar o tipo de bactéria enterobacter, resistente a três tipos de antibióticos, que contaminou um paciente de 66 anos e provocou o isolamento de duas Unidades de Terapia Intensiva (UTI). O isolamento, que abrange 16 leitos de um total de 36, aconteceu, segundo a assessoria da Santa Casa, de forma preventiva, na tarde de sexta-feira.

Agência Estado |

A principal causa do isolamento se deve ao fato do paciente ter sido trocado de alas durante seu internamento, e antes do diagnóstico. Junto com ele, outros 15 pacientes estão sendo monitorados por médicos infectologistas.

Apesar do trânsito normal de pacientes e familiares nas outras alas, a Santa Casa resolveu ser mais rigorosa no controle de visitas. "As visitas estão restritas a duas pessoas por horário, em um total de três horários (manhã, tarde e noite) para visitantes. Além disso, os visitantes e enfermeiros estão usando luvas, toucas e aventais para evitar qualquer tipo de problemas", diz a assessoria.

Há cerca de um mês, um outro tipo de bactéria resistente a antibióticos provocou o isolamento de 16 pacientes no Hospital Universitário, também em Londrina. Na ocasião, a contaminação ocorreu por causa de um paciente que havia chegado do interior de Goiás. A Santa Casa já descartou a semelhança entre as duas bactérias.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG