Usuário da CPTM de SP pode mandar queixa por SMS

Os passageiros da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) que tiverem ou testemunharem problemas no interior dos trens ou nas dependências das estações de todo o Estado podem comunicar a companhia por telefone ou mensagem de celular (SMS). O serviço já está disponível e as ocorrências são monitoradas pela central de segurança da empresa.

Agência Estado |

Os problemas reportados podem ser de qualquer natureza, desde administrativos, como usuários realizando comércio no interior dos trens a pequenos furtos ou conflitos. Segundo o responsável pela central de monitoramento, Wiliams Vanderlei de Oliveira, a maioria das mensagens recebidas são de ocorrências no interior dos vagões. “A pessoa vê algo no trajeto para casa ou trabalho e nos avisa.”

Os SMS são enviados diretamente à central de monitoramento, que aciona a equipe de segurança mais próxima. O problema é resolvido e uma resposta é enviada ao usuário que realizou a denúncia. O custo do serviço, entretanto, é do próprio cidadão. “As operadoras de telefonia móvel não possuem serviço de SMS a cobrar”, explica o gerente de segurança da CPTM, Júlio Antônio de Freitas. As mensagens custam, em média, R$ 0,30.

Um número de telefone para ligações gratuitas também foi disponibilizado pela empresa. As ligações são recebidas pela central de atendimento ao usuário, que comunica a ocorrência à central de monitoramento. Para Freitas, não existe diferença quanto ao tempo de atendimento nos serviços. “Embora o SMS seja recebido diretamente pela equipe de monitoramento, escrever o texto demora mais do que falar com os atendentes.” As informações são do Jornal da Tarde

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG