Uso de internet e celular aumenta entre os mais velhos

Pnad mostra que o uso de tecnologia por pessoas de mais de 50 anos é o que mais cresce no país. Celular substitui telefone fixo

Claudia Tozetto, iG São Paulo |

Internet e celular no Brasil não são mais coisas de jovens. O número de pessoas com mais de 50 anos conectadas à internet, apesar de pequeno, é o que mais cresce no Brasil, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada nesta quarta pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE). Nesta faixa etária o número de internautas cresceu 40,4% entre 2008 e 2009. Apesar disso, dentro da faixa etária, os conectados ainda representam apenas 15,2% do total.

Inclusão digital de pessoas com mais de 50 anos de idade

Gerando gráfico...
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2005/2009.

Os cinqüentões também estão adotando mais o celular. Entre 2008 e 2009, cerca de 18,1 milhões de pessoas com idade igual ou superior a 50 anos declarou ter um aparelho celular, o que corresponde a 15,3% mais usuários que em 2008 – o maior crescimento registrado em todas as faixas etárias.

Para realizar a Pnad, o IBGE entrevistou 399.387 pessoas em cerca de 153 mil domicílios de todas os estados do País em setembro de 2009. Pela primeira vez, questões sobre o acesso à internet e a posse de celulares fizeram parte do questionário da pesquisa – nas edições anteriores, os temas foram investigados como suplementos do estudo.

Mais que o dobro
A edição 2009 da pesquisa também mostra que o total de brasileiros que declararam já ter acessado a web pelo menos uma vez aumentou 112,9% em quatro anos. A edição atual da pesquisa mostra que 67,9 milhões de pessoas se declararam internautas, contra 31,9 milhões em 2005. Se comparado a 2008, a quantidade de brasileiros conectados aumentou 21,4%.

A faixa etária entre 30 e 39 anos é a que concentra o maior número de internautas no Brasil, com 12,1 milhões de pessoas.

Pessoas que utilizaram a internet no período de referência dos últimos três meses no Brasil - 2005 - 2009

Gerando gráfico...
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2005-2009

Apesar do grande número internautas, somente 20,3 milhões de domicílios (35% do total) possuem computador de mesa (desktop) ou portátil (notebook) e o número diminui ainda mais quando se tratam de dispositivos conectados à internet: apenas 16 milhões (27,4% do total). Ou seja, a maioria dos brasileiros ainda acessa a internet a partir do trabalho, escola ou lan house.

Maioria dos internautas está no Sudeste
Como esperado, o Sudeste se manteve na primeira posição entre as regiões com maior número de internautas. Em 2009, a região concentrava 33,5 milhões de pessoas, 20,8% mais do que em 2008. O Sudeste também é a região que possui a maior proporção de usuários conectados à internet: 48,1% do total.

As regiões Norte e Nordeste apresentaram as menores proporções de internautas nos três anos analisados pela Pnad, com 34,3% e 30,2% do total de moradores da região, respectivamente. A região Norte também é a região que tem menos internautas no País, com 4,2 milhões.

Em todas as regiões do País as mulheres representam a maior parte das pessoas que já se conectaram à internet. Segundo o Pnad, 34,6 milhões de internautas são mulheres contra 33,2 milhões de homens. A situação se repete em todas as regiões do Brasil, onde as mulheres superam os homens por uma margem similar à nacional.

As mulheres também estão à frente dos homens quando se trata do uso de celulares. Já existem 48,5 milhões de usuárias de celular no Brasil, ao mesmo tempo em que 45,4 milhões de homens têm um aparelho móvel. No Nordeste, a diferença entre os dois gêneros chega a quase 1,5 milhão de mulheres.

Percentual das pessoas que tinham telefone móvel celular para uso pessoal na população de 10 anos ou mais de idade, segundo as Grandes Regiões - 2005/2009

Gerando gráfico...
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2005/2009

Cerca de 57,7% da população brasileira já possui celular. As regiões Norte e Nordeste são as únicas que registraram que menos da metade da população possuem celular, com 49% e 45,4%, respectivamente. A região Centro-Oeste lidera, pois 68,5% da população têm celulares. O Sudeste só aparece em terceiro lugar, com 62,7% do total.

Celular substitui telefone fixo
Em 2009, 94 milhões de pessoas tinham telefone celular de uso pessoal, 68,4% mais do que em 2005, quando existiam 55,8 milhões de usuários. Por conta da expansão do mercado de celulares no Brasil, eles se tornaram o meio de comunicação exclusivo na maioria dos domicílios. De acordo com a Pnad, 41,2% das casas possuem somente celular, 37,3% possuem tanto celular como telefone fixo e apenas 5,8% só tem telefone fixo.

Percentual de domicílios com telefone, no total de domicílios particulares permanentes, segundo o tipo de telefone - Brasil - 2004-2009

Gerando gráfico...
Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Trabalho e Rendimento, Pesquisa Nacional por Amostra deDomicílios 2004-2009

Desde 2004, o número de domicílios que possuem somente celular só cresce, ao mesmo tempo em que o número dos que possuem apenas telefone fixo diminui. Naquela época, apenas 16,5% dos domicílios usavam apenas celulares, contra 17,5% que tinham apenas telefones fixos. O total de casas que possuem ambos os tipos de telefone segue estável desde 2005 e hoje representa 37,3% do total.

    Leia tudo sobre: PNADinternetcelularIBGE

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG