Tamanho do texto

BRASÍLIA - O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) determinou que o sistema operacional Virtuos e Windows CE, utilizado em todas as 430 mil urnas eletrônicas do país, seja substituído, já a partir das eleições deste ano, por uma versão do software livre Linux, desenvolvida pela equipe técnica do tribunal.


Segundo o TSE, a alteração tornará o processo eleitoral mais transparente e confiável, já que facilitará a auditoria do sistema operacional por qualquer interessado em se certificar de que ele é seguro -além de diminuir o custo da aquisição de novas urnas eletrônicas, dada a gratuidade do Linux.

Os testes para a viabilização do uso de um software livre vinham sendo feitos desde 2002. O Linux teve seu código divulgado na internet em 1991.

A Secretaria de Tecnologia da Informação do tribunal cita ainda como vantagem a mudança a independência em relação a fabricantes e fornecedores.

Leia mais sobre: Eleições municipais - TSE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.