Universitários entram em choque com polícia em BH

Protestando contra mudanças no modelo pedagógico, alunos da Faculdade Pitágoras fecharam avenida em frente ao prédio

iG São Paulo |

Estudantes de uma faculdade particular entraram em confronto com policiais militares na noite de segunda-feira (17), em Belo Horizonte. Protestando contra mudanças no modelo pedagógico, alunos da Faculdade Pitágoras decidiram fechar uma das pistas da avenida em frente à unidade, no bairro Gutierrez, região oeste da capital mineira. Para liberar a via, a PM foi acionada. Pelo menos 500 estudantes que se aglomeravam em frente à faculdade foram dispersos com bombas de gás e tiros de borracha. Estudantes denunciaram que foram agredidos pelos policiais, que chegaram a invadir o prédio da instituição.

O coronel Sandro Teatini, comandante do Batalhão de Rondas Táticas Metropolitanas (Rotam), disse que o tumulto foi iniciado pelos manifestantes, que teriam atirado pedras e outros objetos nas primeiras viaturas que chegaram ao local. Dois alunos foram presos e encaminhados para a delegacia, acusados de agressão a policiais e danos a um veículo da PM. Eles foram liberados após prestarem depoimento.

Segundo Teatini, a denúncia de que estudantes foram agredidos será apurada pela corregedoria da PM. Os estudantes questionam no novo modelo principalmente a redução de carga horária das aulas presenciais e a aplicação do ensino à distância.

Qualidade

A Kroton Educacional, que administra a rede Pitágoras, divulgou nota na qual afirma que as adequações fazem parte do plano de crescimento e melhoria de qualidade dos serviços oferecidos. Conforme a empresa, as alterações na carga horária obedecem aos parâmetros estabelecidos pelo Ministério da Educação.

"Será fortalecida por atividades que reforcem a autonomia da aprendizagem, otimizando a formação do profissional adequadamente preparado para a agilidade e flexibilidade do mundo do trabalho", diz a nota, ressaltando que a maioria dos cursos prevê um tempo destinado a práticas complementares de ensino com foco no uso de novas tecnologias. "Esta mudança reforçará as atividades ministradas em sala de aula."

    Leia tudo sobre: protestoestudantesfaculdade pitágoras

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG