A Universidade Nove de Julho (Uninove) inaugurou o Laboratório de Distúrbios do Sono, com capacidade de atender gratuitamente cerca de 30 pacientes diariamente. Segundo a Agência Fapesp, uma equipe multiprofissional, com médicos, fisioterapeutas e dentistas, dará ênfase em distúrbios cardiorrespiratórios.

É o primeiro laboratório do gênero em uma universidade privada no País.

Cerca de um terço da população sofre com distúrbios do sono e apresenta diversos sintomas, como depressão, insônia, bruxismo, apnéia, sonolência e até obesidade, explicou à Agência Fapesp o responsável pelo laboratório, Luís Vicente Franco de Oliveira, professor e pesquisador do Programa de Mestrado em Ciências da Reabilitação da Uninove, em São Paulo.

As pesquisas desenvolvidas no laboratório atualmente estão centradas nas áreas de Distúrbios cardiorrespiratórios do sono, Insuficiência cardíaca congestiva e respiração de Cheyne Stokes, Sono e obesidade mórbida, Bruxismo do sono, Aparelhos intra-orais para ronco primário e apnéia obstrutiva do sono, Distúrbios do sono e sistema nervoso autônomo, Sono e estresse e Sono e qualidade de vida.

AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.