O Ambulatório de Infectologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) realiza no sábado o Mutirão de Detecção da Hepatite C, na Vila Clementino, zona sul da capital paulista. Segundo informações da assessoria, o objetivo é conscientizar a população sobre a doença, mostrando a importância do diagnóstico precoce.

A campanha vai oferecer testes de detecção e assistência gratuita aos portadores de hepatite C, das 8h às 17 horas. A hepatite C crônica é uma doença que não causa sintomas e teve os primeiros casos diagnosticados em 1990, especialmente, em pacientes que receberam transfusão sanguínea antes de 1992. A evolução da doença crônica pode causar cirrose hepática em cerca de 20% dos pacientes em 10 anos, podendo desenvolver também câncer de fígado.

Terceira maior causa de morte no mundo, a hepatite C, segundo dados do Ministério da Saúde, afeta 1% a 2% da população brasileira, correspondendo a cerca de 3 a 4 milhões de pessoas no País. O mutirão oferece uma oportunidade de diagnóstico, principalmente para aquelas pessoas que tem algum fator de risco. Os tratamentos da doença são de longo prazo.

AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.