Unicamp ajuda a reduzir risco exploratório da Petrobras

A Petrobras e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) inauguraram hoje as novas instalações do Laboratório de Petroleômica. Com investimento de R$ 6 milhões, a reforma do laboratório e a aquisição de novos equipamentos ajudarão a estatal a minimizar riscos exploratórios na perfuração de poços de petróleo.

Agência Estado |

Segundo a empresa, isso será possível porque as pesquisas investigarão novos indicadores moleculares do petróleo e seus derivados. E essa identificação é fundamental para aumentar a especificidade da origem do óleo.

Segundo a companhia, desde 2006, a empresa tem investido cerca de R$ 400 milhões por ano em mais de 100 instituições de todo o Brasil, que, organizadas em redes temáticas coordenadas pelo Centro de Pesquisas da Petrobras (Cenpes), desenvolvem soluções tecnológicas para a indústria de energia. O laboratório inaugurado hoje é parte da Rede Temática de Geoquímica, onde a empresa investirá aproximadamente R$ 83 milhões até 2011. Até o fim deste ano, outros cinco laboratórios da Rede Temática de Geoquímica devem ser inaugurados.

Integram esta rede, além da Unicamp, as seguintes instituições: Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), Universidade Federal Fluminense (UFF), Centro de Tecnologia Mineral (Cetem), Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf), Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade Federal da Bahia (UFBA), Universidade Federal do Piauí (UFPI), Universidade de Brasília (UnB), Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ) e Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG