União de Vereadores propõe corte de gasto nas Câmaras

A diretoria da União dos Vereadores do Paraná (Uvepar) recomendou hoje que todas as câmaras municipais do Estado reduzam em cerca de 15% as despesas, garantindo que as prefeituras tenham mais recursos para aplicar em políticas públicas. A crise está aí e repercute diretamente no município, por isso precisamos colaborar no que for possível para deixar as administrações com um pouco mais de recursos, disse o presidente da Uvepar, Bento Batista da Silva (PTB), vereador em Juranda, na região noroeste.

Agência Estado |

Silva também preside a União dos Vereadores do Brasil (UVB) e vai apresentar a mesma proposta no congresso nacional que será realizado entre os dias 27 e 30 de maio, em Brasília.

"É possível uma redução de 15% para conviver neste momento de crise", salientou. "Nós temos que fazer algo além de fiscalizar." A sugestão da Uvepar é que os cortes sejam realizados em despesas como contratos de assessorias e consultorias, telefone e combustível, com os recursos orçamentários sendo devolvidos ou nem recebidos dos cofres municipais. Segundo o presidente, os cortes também podem ser uma forma de moralizar a atividade parlamentar, mostrando maior cuidado com os recursos públicos. "Isso deveria estar na veia do político", acentuou.

Ele ressaltou que o mau uso de recursos por parlamentares federais denunciado pela imprensa tem acontecido "longe dos olhos da população". "Mas nós que estamos convivendo no dia a dia sabemos o que isso representa e queremos dar o exemplo, começando a pensar melhor no orçamento", disse. "A crise existe, a população sente, e o vereador tem que tomar consciência de que precisa fiscalizar com mais dedicação o uso do dinheiro público."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG