Unger quer órgão voltado à questão fundiária amazônica

O ministro de Assuntos Estratégicos, Mangabeira Unger, disse hoje que propôs ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva a criação de um novo órgão de governo, ligado diretamente ao Palácio do Planalto, para cuidar só da questão da regularização fundiária na Amazônia. A idéia, disse o ministro, é simplificar regras e procedimentos da regularização.

Agência Estado |

angabeira, que falou com a imprensa após acompanhar, em Brasília, o desfile do 7 de setembro, disse que o "caos fundiário" é uma dos principais problemas da região amazônica. "Menos de 4% das terras em mãos de particulares têm a situação esclarecida", disse. Segundo o ministro, na próxima quinta-feira haverá uma reunião plenária do Plano Amazônia Sustentável (PAS), coordenado por ele. Está prevista uma conversa entre o presidente Lula e os governadores da região.

Mangabeira também falou sobre o Plano Estratégico de Defesa Nacional, que deverá ser anunciado nos próximos dias pelo governo. Inicialmente, estava previsto que o pacote fosse apresentado hoje. O ministro admitiu que logo depois do anúncio o plano deve ser muito criticado. "Vão dizer que é um desperdício de dinheiro", disse o ministros. Mas, para Mangabeira, "se o Brasil quiser abrir um caminho singular no mundo, precisa ter um escudo, não só contra agressões, mas também contra intimidações."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG