Uma Thurman diz temer pela vida de seus filhos

Nova York, 2 mai (EFE) - A atriz americana Uma Thurman assegurou temer pela vida de seus filhos e afirmou que foram ameaçados por um homem que está sendo julgado em Nova York, indiciado por assediar a intérprete, informou hoje a imprensa nova-iorquina. A protagonista de Kill Bill e Pulp Fiction - Tempo de Violência afirmou que há anos é assediada por Jack Jordan, que diz estar apaixonado e obcecado por ela. Os jornais Daily News e The New York Post trazem em suas manchetes O terror de Uma e destacam que a atriz teme pela vida de seus filhos Levon e Maya, de seis e nove anos, respectivamente. Durante o julgamento que acontece em Nova York, foi dito que Jordan, que teria ameaçado cometer suicídio se a atriz o ignorasse, enviou um e-mail no qual dizia: Se uma voz lhe diz que mate uma criança, talvez devesse ignorá-la. Talvez? Talvez?.

EFE |

O suposto perseguidor não só teria intimidado a atriz com cartas e e-mails, mas também seus pais e seu irmão, que dizem ter recebido mensagens e ligações de Jordan.

Uma afirmou que o acusado, de 37 anos, dormiu em seu carro perto do apartamento que a atriz tem no bairro nova-iorquino de Greenwich Village, e também que o sujeito ficou vagando por horas na entrada e gritando seu nome.

Ela afirma que Jordan tentou invadir as filmagens de "Minha Super Ex-namorada".

O fã também teria enviado à atriz um e-mail no qual afirmava que queria ir para uma caverna com o corpo mumificado de Uma, indica o "Daily News".

Se Jordan for considerado culpado poderia ser condenado a um ano de prisão por assédio. EFE bj/db

    Leia tudo sobre: uma thurman

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG