Uma academia para a Terceira Idade Por Rejane Lima São Vicente, 05 (AE) - Dois anos depois de lançar o programa Garotas do Calendário, que seleciona as 12 mais belas idosas da cidade para um ensaio fotográfico, São Vicente agora decidiu investir na boa forma da terceira idade. O município da Baixada Santista acaba de inaugurar uma academia de ginástica adaptada aos maiores de 60 anos.

Com um custo de R$ 10 mil, foram instalados seis aparelhos de musculação em um espaço de 25 por 7 metros, no Parque Ipupiara, na Praça 22 de Janeiro, no bairro do Gonzaguinha.

Os equipamentos trabalham os membros inferiores, superiores e abdômen de uma forma controlada, para ajudar e não prejudicar os problemas reumáticos comuns à faixa etária. "A utilização da carga é voltada para quem tem problema de artrite e artrose", explica o Professor de Educação Física, Robson dos Santos Monteiro, que já trabalha com o público nos Centros de Convivência da Cidade

Com cerca de 25 mil moradores idosos, São Vicente tem 3 mil deles fazendo algum tipo de atividade em um dos sete Centros de Convivência da Cidade. Nesses locais, os idosos praticam ginástica, tai chi chuan, jogos de salão, ioga, dança do ventre, lambaeróbica, dança de salão, pintura em tecido, além de participarem de terapia em grupo, de bailes e outros eventos.

"Mas era um pleito antigo da terceira idade estabelecer um lugar para que essa prática acontecesse ao ar livre", disse o Prefeito de São Vicente Tércio Garcia (PSB), afirmando que no ano que vem o projeto deve se expandir para outros locais da cidade. "Mas esse local foi o ideal para começar. Esse é um parque muito frequentado e isso vai possibilitar uma maior convivência familiar. O avô traz o neto para o parquinho e já se exercita", disse o prefeito.

A academia possui placas orientando sobre como fazer o alongamento e utilizar os equipamentos de musculação: um peitoral duplo, um puxado duplo, um legpress triplo (três cadeiras, para três pessoas), um esqui triplo, uma bicicleta tripla e um simulador de caminhada triplo.

Os professores dos Centros de Convivência deverão agendar atividades com seus alunos no local, mas independente disso, a academia é aberta para qualquer idoso que deseje se exercitar e contará com um estagiário de Educação Física para dar orientação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.