Um pingüim com patente militar é promovido na Noruega

Um pingüim-rei chamado Nils Olav fez história nesta sexta-feira ao ser nomeado cavaleiro da Guarda Real da Noruega por um regimento em visita à Escócia.

AFP |

Rodeado por militares e dezenas de fotógrafos, o orgulhoso palmípede inspecionou nesta sexta-feira a Guarda Real norueguesa.

O pingüim, do zoológico de Edimburgo, é membro honorário e mascote da guarda do rei da Noruega desde os anos 1970, quando um tenente norueguês chamado Nils Egelien visitou o zoológico escocês e o recrutou para a guarda do rei Olaf.

Claro que o Nils Olav original morreu há 20 anos e foi substituído desde então.

"Temos uma longa história de relações com a Guarda do rei da Noruega. É algo de que nos sentimos muito orgulhosos", afirmou à BBC David Windmill, diretor da Sociedade Zoológica Real da Escócia, a que pertence zoológico de Edimburgo, onde vive Nils.

"O zoológico de Edimburgo é famoso por seus pingüins-reis e Nils Olav é definitivamente o mais famoso de todos eles", explicou Windmill, acrescentando que os guardas noruegueses visitam a ave quando participam no desfile militar de Edimburgo.

O pingüim já foi promovido de grau até virar coronel, informou ainda, além de ter uma estátua de bronze em sua homenagem.

"Ele adora a atenção que recebe nas cerimônias e também gosta de inspecionar as tropas", afirmou Windmill.

O capitão Rune Wiik, da guarda real, disse à BBC que sente orgulho de ter o pingüim em seu regimento. "Nós nos orgulhamos muito do coronel e ficamos satisfeitos de ter uma parte da guarda real na Escócia para estreitar os laços entre os dois países".

ame/erl/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG