UFMG decreta luto por morte de alunas em Angra

O reitor da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Ronaldo Tadêu Pena, assinou portaria hoje decretando luto oficial por três dias na instituição em razão da morte das alunas Yumi Imanishi Faraci, de 18 anos, e Isabella Godinho Rocha, de 20, vítimas do deslizamento que atingiu um anexo da Pousada Sankay, na Ilha Grande, em Angra dos Reis (RJ), na madrugada do dia 1º. Yumi e Isabella eram alunas da Escola de Arquitetura e Urbanismo da universidade.

Agência Estado |

Filha dos donos da pousada, Yumi deixou no ano passado a Enseada do Bananal, onde cresceu, e se mudou para Belo Horizonte para cursar a faculdade. Ela convidou um grupo colegas do curso, entre eles Isabella, para passar o réveillon no local da tragédia. Outros quatro estudantes da UFMG, amigos das vítimas, escaparam com vida.

Yumi foi cremada ontem no Cemitério Parque Renascer, em Contagem, na região metropolitana da capital mineira. Familiares informaram que suas cinzas serão lançadas na Baía de Angra dos Reis. O corpo de Isabella foi enterrado no Cemitério Campo da Saudade, em Lagoa Santa, também na área metropolitana.

Yumi Faraci deixou vídeos no YouTube:

    Leia tudo sobre: angra dos reis

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG