UDR contratará seguranças contra invasões no Pontal

A União Democrática Ruralista (UDR) vai apoiar os fazendeiros do Pontal do Paranapanema na contratação de empresas de segurança para evitar novas invasões. No sábado, grupos ligados a José Rainha Júnior, dissidente do Movimento dos Sem-Terra (MST), invadiram oito fazendas na região.

Agência Estado |

Os proprietários devem entrar com pedidos de reintegração de posse a partir de hoje.

Segundo o presidente da UDR, Luiz Antonio Nabhan, a Secretaria de Justiça do Estado marcou uma reunião com líderes dos sem-terra para esta semana e causou revolta entre os produtores. "Nossos associados não aceitam que o governo receba esses foras-da-lei."

A UDR colocará à disposição dos associados empresas de segurança cadastradas. "Tivemos mais de 100 invasões nos últimos anos e nenhum proprietário foi indenizado." A UDR vai se mobilizar para que o governo paulista não assente em terras que foram alvo de invasão. Para ele, a invasão virou instrumento de pressão: "Os sem-terra invadem e o governo vai negociar a terra com o dono." A Secretaria da Justiça informou que a reunião foi agendada antes das invasões e foi pedida pelo bispo da região, d. Benedito Gonçalves. Segundo a pasta, os ruralistas também são recebidos quando pedem audiência. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG