UBS acerta venda do Pactual por US$2,5 bilhões

Por Katie Reid ZURIQUE (Reuters) - O banco suíço UBS está vendendo sua unidade brasileira Pactual de volta para seus donos anteriores por cerca de 2,5 bilhões de dólares, ampliando sua base de recursos e reduzindo potencialmente necessidade de aumento de capital.

Reuters |

O UBS, um dos bancos europeus mais duramente atingidos pela crise internacional de crédito, informou que a venda, que acontece apenas três anos após a compra do Pactual por 2,5 bilhões de dólares, é parte de estratégia para reduzir perfil de risco e fortalecer sua base de capital.

O UBS vendeu o Pactual para o BTG, um banco de investimentos que tem como sócios André Esteves, que fundou o Pactual antes da venda do banco para o UBS em 2006. As duas instituições têm trabalhado juntas há dois anos integrando negócios, segundo o BTG.

No ano passado, houve rumores de que Esteves, um dos homens mais ricos do Brasil após a venda do Pactual, poderia comprar de volta o banco, o sétimo maior gestor de ativos e um dos maiores coordenadores de emissões de ações do país.

Esteves, ex-gestor global de renda fixa, câmbio e commodities para o UBS, fundou o BTG pouco depois de deixar a presidência da unidade latino-americana do banco suíço em junho do ano passado.

Em outubro, o BTG anunciou a compra da unidade brasileira do falido banco norte-americano Lehman Brothers.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG