TV pública turca censura série que irritou Israel

A rede de televisão pública turca (TRT) cortou algumas sequências de uma série cuja exibição provocou uma crise diplomática entre Turquia e Israel, afirmou o produtor da mesma ao jornal Milliyet.

AFP |

"Cada exibidor tem suas próprias regras de supervisão. Não somos contra isto", afirmou Selçuk Cobanoglu.

Entre as cenas censuradas no segundo episódio da série, exibido na terça-feira no principal canal da TRT, estão imagens em que civis palestinos com os olhos vendados são executados por soldados israelenses.

O produtor rebateu as acusações de que a série estimulava o ódio contra Israel.

Israel convocou o encarregado de negócios turco em Tel Aviv para protestar contra a exibição, em 13 de outubro, do primeiro episódio da série 'Ayrilik' (Separação).

No episódio crianças palestinas jogam pedras contra soldados israelenses, que respondem com tiros, matando várias delas, incluindo uma menina que sorri antes do último suspiro.

Também mostra soldados israelenses matando um recém-nascido nos braços do pai em um edifício em ruínas, já que o casal não conseguiu chegar ao hospital.

O jornalista Hakan Albayrak, conselheiro dos produtores da série, defendeu o conteúdo.

"Por quê as cenas de matanças seriam exageradas? Não se pode falar de um Estado que cometeu matanças?", pergunta Albayrak.

Procurada pela AFP, a TRT se negou a comentar a decisão de censurar algumas sequências.

As relações entre os dois países que são aliados estratégicos na região sofreram um abalo quando o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, criticou Israel pelo comportamento durante a ofensiva militar contra a Faixa de Gaza.

BA/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG