Correndo atrás da classe C, a TV paga abre o primeiro trimestre do ano com crescimento significativo. Em números divulgados ontem, a Associação Brasileira de TV por Assinatura (ABTA) comemora o aumento de 13% em sua base de assinantes, em relação ao mesmo período no ano passado.

Isso significa 5,4 milhões de novas residências com TV paga no País.

O faturamento do setor cresceu 0,5%, ou R$ 2 bilhões ante R$ 1,6 bilhão do ano passado. "Fico feliz que no primeiro aumento significativo da classe C também tenha aumentado nossa base de assinantes. De 2004 para cá, a representatividade dessa classe cresceu 50% na TV paga", fala o presidente da ABTA, Alexandre Annenberg.

A busca por mais assinantes entre a classe C será abordada no Congresso da ABTA, que vai do dia 11 ao dia 13, na próxima semana. Outro ponto que será alvo de discussões no evento é o Projeto de Lei 29, que prevê nova regulamentação para o setor, incluindo cotas de exibição de produção nacional. O debate sobre o assunto contará com a presença do autor do projeto, Paulo Bornhausen (DEM), e do relator Jorge Bittar (PT). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.