Turistas pagam multa por tumultuar voo e são liberados

Os franceses Michel Ilinskas e Antônio Francisco do Nascimento condenados por terem provocado tumulto no voo da TAM, no dia 7 de dezembro do ano passado, pagaram a multa fixada pela Justiça Federal. Os passaportes deles foram devolvidos hoje, e a partir de agora, eles podem deixar o País.

Agência Estado |

Eles foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) por tentarem invadir a cabine do piloto durante o procedimento de decolagem do voo JJ8096 da TAM, que partiria do Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, com destino à França. A confusão teria começado em razão do atraso na partida do avião que estava com problemas técnicos. O voo foi cancelado.

Michel Ilinskas foi condenado pelos crimes de atentado contra a segurança aérea e resistência, totalizando 2 anos e 5 meses de prisão. A pena convertida em pagamento de multa, além das custas judiciais foi de R$ 5.180. Antônio Francisco do Nascimento foi condenado a 2 anos de prisão pelo crime de atentado contra a segurança aérea. Ele teve de pagar R$ 2.856.

Outros três acusados de participarem do tumulto foram inocentados: os brasileiros Lucielen Clarice da Cunha e Frederico Baptista Ritchie Júnior e a francesa Marie Emilie Pires Camus. Segundo decisão da Justiça Federal, "não há comprovação de que tenham participado do crime em questão, conforme manifestado pelo próprio MPF em alegações finais".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG