Turista achou que Leandro abordava luxo, não periferia

A família indonésia Wyhardja, no Brasil pela primeira vez para prestigiar o carnaval paulista, nem imaginava que a Leandro de Itaquera, falava sobre periferia ao ver a escola abrir os desfiles desta noite no Anhembi. Isso é a coisa mais luxuosa que eu já vi, disse a empresária Amelian Wyhardja.

Agência Estado |

Ao ser informada que o enredo da Leandro falava sobre pessoas pobres, ficou espantada: "Nunca imaginei que o tema era esse, achei que o desfile era sobre festas e luxo".

Durante o desfile, ela tentava improvisar passos de samba imitando as passistas da escola junto com seu irmão e sua avó. O tio, pai e primos acompanhavam com palmas as batidas da bateria. A família chegou a se assustar com o leão, símbolo da escola, que vinha no abre-alas, fazendo movimentos "cinematográficos". Para eles, a riqueza de cores e detalhes foi o que mais chamou atenção.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG