A Semana de Moda primavera-verão 2009 começou, nesta sexta-feira, em Nova York, com uma coleção de vestidos ao estilo das antigas túnicas gregas, assinados por BCBG-Max Azria, e com uma homenagem ao 70º aniversário do filme O mágico de Oz.

Para assistir aos 10 desfiles previstos para esse primeiro dia, centenas de jornalistas, fotógrafos e fashionistas se acotovelavam, desde o início da manhã, nas lojas de Bryant Park, a mais de 30°C à sombra, para retirar credenciais e convites.

Um dos primeiros a mostrar sua coleção foi o americano de origem franco-tunisiana Max Azria, que optou por vestidos vaporosos em crepe de seda, que pareciam túnicas antigas, de cores sólidas, que vão do bege ao cinza.

Azria também apresentou confortáveis calças de seda decoradas com aplicações de esmeralda, ou turquesa, e bermudas, todas com pregas e para serem usadas com plataformas, ou altíssimos saltos bicolores.

"Adoro essa marca, porque é bem européia", comentou Naomi McMahon, uma irlandesa que trabalha com publicidade em Nova York.

Transformado em objeto que inspira paixões - cada vez mais caro, aliás -, o sapato tem lugar de honra na exposição montada no hall de Bryant Park, passagem obrigatória tanto para convidados como para quem segue as dicas da imprensa para tentar burlar os atentos seguranças.

Pelo menos 20 estilistas, como Jimmy Choo, Sergio Rossi e Stuart Weizman, em parceria com a marca Swarovski, criaram extravagantes sapatinhos vermelhos, em homenagem ao célebre par usado por Dorothy, interpretada pela atriz Judy Garland, no clássico "O mágico de Oz".

Os desfiles continuarão, a um ritmo de dez por dia, até 12 de setembro.

A marca francesa Lacoste, rainha da roupa esportiva, apresentará sua coleção no sábado de manhã e, no domingo, será a vez de dois pesos pesados americanos: Donna Karan e Diane von Furstenberg. O estilista Hervé Léger, coqueluche entre as estrelas de Hollywood, também é esperado nesse dia.

Não faltam, obviamente, eventos paralelos.

Na quinta-feira, a Christie's organizou uma luxuosa noite, na qual os VIPs bebericaram champanhe nos amplos salões da casa de leilões, que teve suas paredes cobertas de fotografias da iraniana Shirin Neshat e de pinturas de artistas contemporâneos chineses, entre outros.

A modelo Agyness Deyn - queridinha do momento, a ponto de superar, para alguns, a poderosa Kate Moss na lista das mais "tops" - percorria, junto com centenas de outros convidados, uma exposição de vestidos, jaquetas e outras preciosidades vintage, assinadas por Pierre Cardin, ou Paco Rabanne, que serão postas à venda na Christie's em Londres, em outubro.

mes/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.