Tumbas de mais de 4 mil anos são descobertas no Egito

Cairo, 21 dez (EFE).- As autoridades egípcias anunciaram hoje a descoberta de duas tumbas de mais de 4 mil no complexo funerário de Saqara, que no passado foi a necrópole de Menfis, situada cerca de 30 quilômetros ao sul do Cairo.

EFE |

Em comunicado do Conselho Superior de Antiguidades egípcias, o ministro da Cultura, Farouk Hosni, disse que são duas tumbas pertencentes a uma cantora e a um responsável da Administração do rei Unas, o último da V dinastia.

Os sepulcros, esculpidos na pedra e com hieróglifos no exterior, estão cerca de 400 metros ao sudoeste da famosa pirâmide de Zoser, e foram encontrados por uma equipe de arqueólogos egípcios.

Uma dos túmulos pertence a um homem, identificado como Aia Mat, que ocupou vários postos de responsabilidade durante o reinado do rei Unas, como a supervisão dos clérigos.

A outra é de uma cantora e está decorada com uma pintura da artista, que aparece de pé e com uma flor de lótus.

A nota não especificou se no interior das tumbas foram encontradas as múmias dos falecidos. EFE ms/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG