Tuma propõe cadastro de donos de aparelho de escuta

A Comissão de Ciência e Tecnologia do Senado aprovou hoje um projeto de lei que obriga os fabricantes e comerciantes de equipamentos de escuta e monitoramento telefônico a fornecer ao Departamento de Polícia Federal os dados cadastrais dos compradores. O autor do projeto, senador Romeu Tuma (PTB-SP), argumenta, na justificativa, que o Departamento de Polícia Federal necessita fazer o controle da distribuição desses equipamentos.

Agência Estado |

A proposta foi apresentada no ano passado, mas ganhou importância diante do episódio dos grampos contra o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, e outras autoridades. O projeto de lei será apreciado ainda pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado e, por ter caráter terminativo, seguirá direto para a Câmara dos Deputados, sem necessidade de passar pelo plenário.

O projeto original previa a obrigação de informar os dados dos compradores desse tipo de aparelho apenas para os fabricantes, mas foi estendida aos comerciantes dos produtos pelo relator da proposta, senador Cícero Lucena (PSDB-PB).

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG