Tuma é eleito corregedor do Senado pela quarta vez

BRASÍLIA - O senador Romeu Tuma (PTB-SP) foi eleito nesta quarta-feira para ocupar o cargo de corregedor do Senado Federal pelos próximos dois anos. Esta é a quarta vez que Tuma é conduzido ao cargo, somando nove anos que deverá ficar no cargo se completar o mandato até 2010.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

A corregedoria do Senado foi criada pela resolução 17 de 1993, sob a gestão do ex-presidente Humberto Lucena. O corregedor do parlamento é responsável por investigar os demais senadores em casos de quebra de decoro parlamentar.  

A corregedoria começou a funcionar em 2001, sob o comando do senador Ramez Tebet, que se licenciou do cargo pra assumir o ministério da Integração Nacional, no governo Fernando Henrique Cardoso. Já em 2002, Romeu Tuma foi conduzido o cargo ¿ onde permanece até hoje.  

Ex-diretor da Polícia Federal, Romeu Tuma defende que os senadores denunciados por quebra de decoro parlamentar por crimes cometidos antes do início do mandato sejam julgados pelos seus pares mesmo assim. Hoje, este entendimento é proibido pelo regimento do parlamento.  

Tuma diz ainda que pode vir a apresentar um projeto pedindo alteração na resolução do Senado para permitir investigações mais amplas em processos contra parlamentares. 

Em 2007, Tuma encaminhou dois processos de quebra de decoro parlamentar contra o então presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Na primeira representação, Calheiros era acusado de usar dinheiro de um lobista da empreiteira Mendes Júnior para pagar pensão da filha que teve num relacionamento extraconjugal. No segundo processo, Renan Calheiros foi acusado de comprar emissores de rádio e um jornal em Alagoas em nomes de laranjas. Em ambas as ocasiões ele foi absolvido pelos colegas.  

Porém, quando Gim Argello (PTB-DF) e Lobão Filho (PMDB-MA) tomaram posse no Senado, Romeu Tuma elaborou inocentando ambos das acusações que pesavam contra si, pois os dois haviam cometido os crimes antes da diplomação como parlamentares.

    Leia tudo sobre: romeu tuma

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG