O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) absolveu hoje o senador Cícero Lucena (PSDB-PB) no processo em que se pedia sua cassação por abuso de poder econômico e político nas eleições de 2006. A ação contra o tucano foi impetrada pela coligação Paraíba do Futuro, do ex-senador Ney Suassuna (PMDB-PB), que ficou em segundo lugar na disputa.

De acordo com o processo, Lucena teria confeccionado e distribuído camisetas de campanha durante o pleito em que foi eleito senador. Oferecer brindes a eleitores ou correligionários durante a campanha eleitoral é prática vedada pela Justiça Eleitoral.

Na decisão proferida hoje, o TSE ressaltou que a confecção de camisas amarelas, na cor da campanha de Cícero Lucena, não foi comprovada por documento. O argumento também foi expresso em parecer da Procuradoria Geral Eleitoral (PGE), enviado à Justiça Eleitoral a pedido do TSE. O documento avaliou como "superficial" a denúncia de suposta compra de votos pelo candidato eleito ao Senado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.