BRASÍLIA - O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Ayres Britto, reiterou esperar que a apuração da votação para prefeitos e vereadores das capitais seja totalizada até as 22 horas de hoje. Ao fazer o balanço final do pleito, o ministro informou que os dados parciais do TSE já apontavam a contagem de mais de 95% dos votos de todas as capitais.

Segundo ele, em todo o país a eleição transcorreu " sem qualquer incidente pertubador " .

Ao lado do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, que afirmou ter ido cumprimentar Ayres Brito por " mais uma eleição exitosa " no país, o presidente do TSE explicou a demora na atualização dos votos na capital paulista, logo após o fim da votação.

" Houve uma pequena paralisia no processo de São Paulo " , disse Ayres Britto. " É que em São Paulo são muitos boletins de apuração dos votos, e entraram no nosso sistema ao mesmo tempo e em velocidade além do esperado " , continuou.

" Houve uma necessidade de freio de arrumação, mas tudo foi restabelecido " , disse o ministro.

O secretário de Tecnologia do TSE, Giuseppe Janino, admitiu que também houve " paralisia " nos acessos públicos à página do Tribunal na internet. " Tivemos mais de 5 mil acessos simultâneos, totalmente acima de qualquer expectativa " , disse ele, afirmando que o problema poderá ser sanado nas próximas eleições.

O presidente do TSE também elogiou a presença das Forças Armadas em quase 500 municípios. Disse que as tropas federais poderão continuar no Rio de Janeiro, onde haverá segundo turno no próximo dia 26, a depender de avaliação do TSE.

Ayres Britto avaliou ainda como " um absoluto sucesso " , o teste das urnas biométricas em três cidades. A votação nas urnas com leitor de impressão digital, segundo ele, só apresentou 0,01% de falta de reconhecimento do polegar do eleitor.

(Azelma Rodrigues | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.