TSE deveria ter mais agilidade em seus julgamentos, alfineta Chinaglia

BRASÍLIA - O presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), provocou o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que nesta segunda-feira, através de seu presidente, Carlos Ayres Britto, defendeu a divulgação ao eleitorado sobre processos a que respondem os candidatos. De acordo com o parlamentar, o TSE poderia ser mais célere em seus julgamentos caso queira colaborar com a população durante as eleições.

Severino Motta - Último Segundo/Santafé Idéias |


"A sociedade deveria ser informada dos processos que estão para serem julgados no TSE e demoram tanto", disse. "O TSE contribuiria tanto se cada ministro não ficasse um ano, seis meses, em cada processo e os despachasse em um mês", completou.

Para Chinaglia, a divulgação dos processos a que responde os candidatos é um assunto que deve ser amplamente debatido antes que uma opinião seja formada. Ele alegou que, qualquer mecanismo que possibilite ao cidadão uma melhor escolha de seu representante deve ser levado em conta. Mas, no caso de divulgação de processos, existem alguns problemas.

"Um adversário pode denunciar o outro [para que o nome sujo seja divulgado]. [A divulgação] Pode ser [usada] como estratégia de rebaixamento da disputa", explicou. "Mas sem dúvida é um bom debate", concluiu.

    Leia tudo sobre: tse

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG