TSE confirma cassação de prefeito de Timóteo-MG

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou na segunda-feira a cassação do mandato do prefeito eleito de Timóteo (MG), Geraldo Nascimento (PT), e o seu vice, Marinho Teixeira (PSB). Ao julgar o recurso, o ministro Marcelo Ribeiro manteve decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG), de outubro de 2007.

Agência Estado |

Em fevereiro de 2008, o ministro Gerardo Grossi havia concedido liminar para manter no cargo Nascimento, que cumpriu prisão temporária e é um dos investigados na Operação Pasárgada. O prefeito e seu vice foram cassados pelo TRE sob acusação de utilização de recursos públicos para pagamento a empresa de publicidade e realização de obras e inaugurações em período vedado, além de outras denúncias.

A decisão ocorreu três dias depois de a PF ouvir o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e TSE, Carlos Velloso, no inquérito da Operação Pasárgada. O delegado que comanda a investigação, Mário Alexandre Veloso, buscou esclarecimentos sobre a suspeita de tráfico de influência do escritório de advocacia que ex-ministro mantém com o filho - Carlos Mário Velloso Filho -, em Brasília, junto ao TSE na recondução ao cargo do prefeito. O delegado disse que Velloso foi ouvido como testemunha.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG