TSE confirma cassação de governador do Maranhão Jackson Lago

SÃO PAULO (Reuters) - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou na noite desta quinta-feira a cassação do governador do Maranhão, Jackson Lago (PDT), e de seu vice, Luiz Carlos Porto (PPS), por abuso de poder político na campanha eleitoral de 2006. O mandato de Lago já havia sido cassado pela corte eleitoral em março, mas o TSE decidiu que ele poderia seguir no cargo até o julgamento de um recurso, agora negado pelo plenário do tribunal.

Reuters |

A acusação de compra de votos, que também pesava sobre Lago, foi excluída, segundo o site do TSE.

No primeiro julgamento sobre o caso o TSE decidiu que a senadora Roseana Sarney (PMDB), segunda colocada nas eleições para o governo do Maranhão em 2006, deveria assumir caso a cassação de Lago fosse confirmada. Na época da eleição, Roseana, filha do ex-presidente e senador José Sarney (PMDB-AP), era filiada ao PFL, atual DEM.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG