TSE concede liminar e Cassol fica no cargo

Liminar concedida ontem à noite pelo ministro Arnaldo Versiani, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), suspendeu a cassação do mandato do governador Ivo Cassol (sem partido) determinada na véspera pelo TRE de Rondônia. Com a decisão, ele continua no cargo até publicação do acórdão da decisão.

Agência Estado |

"A deliberação sobre o cumprimento imediato de decisões que impliquem o afastamento de mandatários de cargos eletivos deve aguardar a publicação da decisão e eventuais embargos", diz a sentença de Versiani.

Cassol, disse ontem, em nota oficial, que é inocente no processo de cassação. Na nota, o governador declarou que assim que for oficialmente notificado, vai recorrer às instâncias superiores e configurou a cassação como "perseguição política". O governador também informou, na nota, que o trabalho não será interrompido com as acusações. "Aproveito para tranqüilizar a população quanto a este episódio, convocando-a a continuar trabalhando de forma ordeira e pacífica em favor do crescimento do nosso Estado, independente das mentiras e falsas acusações daqueles que buscam desestabilizar a administração estadual", disse a nota. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG