Tripulante morta em Santos estava com vírus da gripe

Em nota, hospital garante que se trata de um vírus de menor impacto; demais pacientes tiveram evolução normal da doença

AE |

selo

O Hospital Ana Costa, em Santos, no litoral sul de São Paulo, divulgou na tarde de hoje resultado preliminar do exame da secreção respiratória realizado na paciente de 30 anos, morta na última sexta-feira, dia 17.

Fabiana dos Santos Pasquarelli, que trabalhava como garçonete no navio MSC Armonia , foi internada na quarta-feira, 15, com sintomas respiratórios agudos, como gripe, tosse e febre. Segundo o hospital, os exames apontaram que Fabiana teve isolado o vírus influenza B, vírus de gripe de menor letalidade.

Em nota, o hospital garante que se trata de um vírus de menor impacto para causar pandemias e, portanto, "gostaríamos de salientar que a população deva sentir-se tranquila, pois o risco de contágio por este vírus fica circunscrito a um espaço físico restrito".

Saiba mais: Últimas três pessoas que passaram mal em navio têm alta

À exceção de Fabiana, cuja causa do óbito será elucidada em um exame necrológico ainda em elaboração, todos os demais pacientes atendidos tiveram uma evolução favorável, de acordo com a nota.

Os laudos definitivos e todas as demais medidas cabíveis serão conduzidas pelas autoridades sanitárias e pelo Ministério da Saúde, segundo a nota, que diz que o Hospital Ana Costa permanece à disposição "para atendimento de seus clientes e outros esclarecimentos que se façam necessários".

    Leia tudo sobre: tripulantesantosgripe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG