Veja fotos do show do Trio Mocotó, na Avenida Rio Branco" / nirvana sambarock para mais de 10 mil pessoas na Virada Cultural - Brasil - iG" / Veja fotos do show do Trio Mocotó, na Avenida Rio Branco" /

Trio Mocotó leva o nirvana sambarock para mais de 10 mil pessoas na Virada Cultural

SÃO PAULO - Quem foi para a Virada Cultural para arrastar as sandálias e tamancos não se decepcionou com a grande atração do Palco Sambarock. Os veteranos do Trio Mocotó colocaram mais de 10 mil pessoas para dançar ao som de vários sucessos do samba diferente. http://ultimosegundo.ig.com.br///multimidia//galeria_de_fotos/2009/05/03/trio_mocoto_407862.html target=_blankVeja fotos do show do Trio Mocotó, na Avenida Rio Branco

Juliana Simon |

Às 23h - depois dos shows mornos de Sandália de Prata e Farufyno -, Fritz "Escovão", João "Parahyba" e Nereu "Gargalo" acordaram o público com "Tudo bem". Dono de um carisma irresistível, Nereu interagiu com a plateia todo o tempo e parecia brincar com pandeiro, tamborim e atabaque nos sambas "Não Adianta", "Voltei Amor" e "Replay". Esta última é regravação do famoso "É gol/ Que felicidade/ É gol/ O meu time é a alegria da cidade".

O ponto alto do enorme baile que se formou foi o que Nereu chamou de "nirvana do sambarock". Convidando todos a participar de um 'transe', Fritz "Escovão" lançou a palavra "ziriguidum" e pediu um "oba". Bastou isso para toda a multidão entrar definitivamente no espírito da banda, que, em mais de 40 anos de existência, mostra desenvoltura e harmonia de sobra.

"Beleza, Beleza, Beleza" foi cantada em coro. Assim como "Coqueiro Verde", para a qual o Trio chamou o "aprendiz" Marco Mattoli, voz e guitarra do Clube do Balanço. Outros clássicos como "Chiclete com Banana" e "Adelita" seguraram o ritmo durante todo o show. Formaram-se diversas rodas de pessoas dançando e fazendo um show à parte.

O Trio fez homenagens a outros três grandes nomes da música brasileira com "A Tonga Da Mironga Do Kabuletê', de Vinícius de Morais; "Confiança", d´Os Originais do Samba (que teve a participação de Marcelo Kuba, vocal do Farufyno) e "Ding Li Bang", uma evocação a  Wilson Simonal.

"Kriola" fechou a apresentação reunindo o veterano - e pelo menos até aquele momento, insuperável - Trio Mocotó e a nova geração do sambarock com os vocalistas do Farufyno e do Clube do Balanço.

Este terceiro show do palco "dançante" da Virada foi o primeiro a levantar o grito de "mais um" do público. O bis não veio, mas o público conquistado e exausto não reclamou e saiu satisfeito de um dos destaques não só do palco, como de todo o evento.

    Leia tudo sobre: viradavirada cultural

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG