Tribunal de Justiça do Rio condena turistas inglesas a prestar serviços comunitários

RIO DE JANEIRO - O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) condenou nesta quarta-feira a um ano e cinco meses de prisão as turistas britânicas Shanti Andrews e Rebecca Turner, ambas de 23 anos, por tentarem roubar uma companhia de seguros ao fingir que suas bagagens tinham sido roubadas.

EFE |

Segundo o TJ-RJ, a pena, no entanto, foi convertida para prestação de serviços comunitários durante sete horas semanais por um ano e meio, ou durante 14 horas semanais distribuídas em oito meses de trabalho. De acordo com a sentença, as jovens também deverão pagar multas no valor de R$ 12.090, correspondentes a 26 salários mínimos.


Turistas foram condenadas a prestar serviços comunitários no Brasil / AP

As duas britânicas ainda podem recorrer da decisão, emitida pelo juiz Flávio Itabaiana de Oliveira, da 27ª Vara Criminal. Ele considerou as jovens culpadas pelos crimes de falsidade ideológica, falsa comunicação de furto e tentativa de fraude.

Shanti e Rebecca, formadas em Direito, foram detidas em 26 de julho após denunciarem à polícia o furto de suas bagagens , em um caso que teria ocorrido 13 dias antes em uma viagem de ônibus entre Foz do Iguaçu e o Rio de Janeiro. As britânicas alegaram que no roubo teriam perdido um laptop, um celular, câmeras fotográficas e uma grande quantidade de dinheiro.

Elas disseram que tinham demorado a entrar com a denúncia porque não tinham tido tempo entre sua chegada ao Rio e a saída de um voo que tinham reservado para Salvador, na Bahia. Os policiais desconfiaram de seus testemunhos, visitaram o albergue no qual estavam hospedadas e lá encontraram os objetos reportados como desaparecidos.

Leia também:

Leia mais sobre: inglesas presas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG