Tribunal de Contas do Rio faz auditoria na Faetec

RIO DE JANEIRO - Auditores do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) realizam, nesta segunda-feira, uma inspeção especial na Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec), em Quintino, na zona norte, para investigar denúncias de superfaturamento nas compras, sem licitação, de material. A auditoria poderá apresentar os resultados da visita em até 30 dias.

Redação |

Serão vistoriadas contas, editais de licitação, notas fiscais e outros documentos da instituição. Na última quinta-feira, agentes da Delegacia de Crimes Contra a Fazenda Estadual, Saúde Pública e Meio Ambiente (DPFaz) realizaram uma operação de busca e apreensão na Faetec e na empresa associada Sílvia & Marques Cia Ltda. Os policias apreenderam computadores e notas fiscais que comprovam a compra de equipamentos técnicos por preços acima do mercado.

A denúncia das irregularidades partiu do encarregado do almoxarifado central da Faetec, entidade que é vinculada à Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia, Erotildes Alves de Moura, de 69 anos. Ele observou as notas fiscais de dois produtos comprados para o laboratório de refrigeração e constatou que os preços estavam até 13.504% acima do valor de mercado. Segundo a DPFaz, o rombo pode chegar a R$ 2 milhões.

O funcionário percebeu que um alargador de tubos de aço, usado para soldar peças, que custa R$ 8,60 no varejo, saiu por R$ 1.170 a unidade, de acordo com a nota fiscal de número 2614, de 29 de novembro de 2007. Erotildes observou que um detector de vazamento de gases, que custa R$ 95, foi comprar por R$ 6.880, de acordo com a nota fiscal 2627, de 7 de dezembro do ano passado.

Leia mais sobre: superfaturamento

    Leia tudo sobre: superfaturamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG