TRF condena Requião a pagar nova multa de R$ 200 mil

O governador do Paraná, Roberto Requião (PMDB), foi multado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) ao pagamento de nova multa de R$ 200 mil sob acusação de ter descumprido ordem de não fazer ataques verbais a entidades públicas, à imprensa e a adversários políticos durante o programa Escola de Governo. O programa transmite a reunião do governador com seu secretariado pela Rádio e Televisão Educativa (RTVE) às terças-feiras, pela manhã.

Agência Estado |

O pedido para a multa foi feito pelo Ministério Público Federal (MPF).

A determinação para que Requião controlasse suas palavras foi proferida no início de janeiro pelo desembargador do TRF-4, Edgard Lippmann Júnior. Na primeira reunião após a ordem, uma tarja foi apresentada na televisão com a inscrição: "Censurado pelo desembargador Edgard Lippmann Júnior". Esta manifestação valeu ao governador a multa de R$ 50 mil prevista na sentença. Uma nova desobediência custaria R$ 200 mil, o que acabou acontecendo no fim de fevereiro. Agora a multa foi repetida por críticas ao Judiciário no dia 11 de março.

Na oportunidade, o governador disse que a maioria dos homicídios ocorridos em Curitiba tinha como autor condenados que gozavam do regime semi-aberto e criticou os critérios utilizados pelos juízes. Na mesma reunião, Requião fez mais críticas em razão de a Justiça ter reconduzido ao trabalho agentes penitenciários que estavam afastados sob suspeita de terem espancado um preso. "A autoridade judicial montou um barril de pólvora e acendeu o pavio." Como já fez com as multas anteriores, a assessoria de Requião informou que ele vai recorrer da sentença.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG