Três quadros expressionistas são roubados de Museu de Gelsenkirchen

Berlim, 8 ago (EFE).- Três quadros expressionistas, entre eles um do pintor alemão Emil Nolde (1867-1956), foram roubados do Museu de Gelsenkirchen (oeste da Alemanha), informou hoje a Polícia local.

EFE |

Aparentemente, o autor do roubo utilizou um alicate para tirar os três quadros da parede na qual estavam expostos e os retirou hoje do museu através de uma sala contígua, aproveitando uma mudança de turno do pessoal de segurança do edifício.

Os quadros roubados, avaliados em dezenas de milhares de euros, são a aquarela "Retrato de mulher", de Nolde; a gravura "Kopf Dr.Pauli", de Ernst Ludwig Kirchner (1880-1938), e a litografia "Vier Akte auf einer Waldlichtung", de Otto Müller (1874-1930). As autoridades locais explicaram que as portas que ligam o salão da exposição e a sala contígua pela qual fugiu o ladrão costumam estar fechadas, mas no momento do roubo se encontravam abertas de forma excepcional, devido a um ato realizado no museu. EFE nvm/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG