fechada desde o domingo por conta das chuvas que atingiram a região Sul do País, foi liberada totalmente nesta quarta-feira no trecho catarinense. A rodovia teve os dois sentidos liberados às 6h40, mas por volta das 9h30 ainda havia congestionamento de oito quilômetros, nas duas pistas, segundo informações da polícia rodoviária federal." /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Três dias após temporal, BR-101 é liberada em SC

SÃO PAULO - A rodovia BR-101, http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2008/05/05/apos_ciclone_br_101_segue_interditada_no_rs_1297950.htmlfechada desde o domingo por conta das chuvas que atingiram a região Sul do País, foi liberada totalmente nesta quarta-feira no trecho catarinense. A rodovia teve os dois sentidos liberados às 6h40, mas por volta das 9h30 ainda havia congestionamento de oito quilômetros, nas duas pistas, segundo informações da polícia rodoviária federal.

Redação com Agência Estado |

 

O trecho interditado de oito quilômetros ficava entre as cidades de Araranguá e Maracajá, onde ainda permanece uma lâmina de água, entre o km 403 e km 405, impedindo que os veículos desenvolvam uma velocidade maior. Os caminhões, que chegaram a aguardar em uma fila de cinco quilômetros, foram autorizados a transitar por uma pista, no sentido sul-norte ontem.

Segundo a PRF, no município de Sombrio, onde parte da pista cedeu, o trânsito foi liberado por volta das 21h30 de ontem, após a implantação de um desvio na lateral da via. A previsão é de que o trecho seja recuperado hoje. A rodovia já havia sido liberada ontem entre os municípios gaúchos de Osório e Torres. O ponto estava interditado desde o fim de semana, quando foi inundado durante os temporais que atingiram o Estado.

Estado de emergência

Na última sexta-feira, um ciclone extratropical atingiu o Sul do país deixando dois mortos e mais de 25 mil desabrigados. O número de municípios catarinenses em situação de emergência foi de 31, todos eles localizados no extremo sul do Estado, na região de Araranguá, próximo à divisa com o Rio Grande do Sul, segundo o Departamento Estadual de Defesa Civil do Estado.

O diretor da Defesa Civil, Márcio Alves, explicou que a situação se agravou porque a chuva continuava na região serrana do estado, aumentando a captação de água em vários rios e fazendo-os transbordar.

Rio Grande do Sul

No Rio Grande do Sul, o Estado mais prejudicado, duas pessoas morreram e o número de desabrigados chegou em 25 mil, de acordo com a Defesa Civil estadual.

Ondas gigantes

Ondas de 2,5 a 4 metros de altura atingiram o litoral brasileiro do Rio Grande do Sul até o Rio de Janeiro no domingo. O 5º Distrito Naval da Marinha divulgou dois alertas de ressaca, resultado do ciclone com ventos de até 100 quilômetros por hora que atingiu o Sul do País na sexta-feira.

Alto-mar

O ciclone extratropical que atingiu o sul do País no fim de semana e afetou mais de 100 mil pessoas na região, causando duas mortes, deve seguir em direção ao alto-mar, segundo previsão da Climatempo. Contudo, o ciclone ainda deixa a faixa leste do Rio Grande do Sul com muita nebulosidade.

Leia mais sobre: ciclone

Leia tudo sobre: cicloneestradassanta catarina

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG