Os eleitores de três municípios paranaenses retornam às urnas no domingo para eleger os prefeitos que tomarão conta das cidades até o fim de 2012. Os eleitos em 2008 - Hélio Parzianello (PSDB) em Enéas Marques, Erivaldo Lourenço da Silva (PMDB) em Ângulo e Pedro Júnior Anselmo de Assis (PMDB) em Doutor Ulysses - foram cassados pela Justiça sob acusação de compra de votos e abuso do poder econômico.

Em Enéas Marques, cidade localizada no sudoeste do Estado, a 480 quilômetros de Curitiba, o candidato derrotado por apenas quatro votos em 2008, Valmor Vanderlinde (PP), está de volta à disputa pelos votos de cerca de 4,6 mil eleitores contra o filho do eleito cassado, Maikon Parzianello (PSDB). A cassação aconteceu no fim do ano passado e, desde então, a prefeitura é comandada pelo presidente da Câmara, Lucí Menin (PMDB). A Justiça Eleitoral pediu reforço no policiamento.

Em Ângulo, a 440 quilômetros de Curitiba, no noroeste do Paraná, o presidente da Câmara, Moisés Gomes da Silva (PP), que assumiu após a cassação, é um dos que pleiteiam o cargo de prefeito. Contra ele disputa o candidato derrotado em 2008, Toninho Romano (PDT), que perdeu por apenas 88 dos pouco mais de 2,4 mil votos do município.

Já em Doutor Ulysses, a 115 quilômetros da capital do Estado, no leste paranaense, o voto dos cerca de 4,5 mil eleitores é disputado pelo presidente da Câmara e prefeito interino, Josiel do Carmo dos Santos (PR), e pelo candidato derrotado nas últimas eleições, por 198 votos, José Sertão (PSDB).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.